Publinota
GELITA aumenta investimentos em ações sociais e de preservação do meio ambiente
Empresa deve destinar até R$ 7 milhões em projetos nas suas três fábricas no Brasil

 

Comprometida com a promoção do desenvolvimento social e a proteção do meio ambiente, a GELITA tem investido cada vez mais em soluções inovadoras e sustentáveis. Além de reduzir o impacto das atividades desenvolvidas nas três fábricas brasileiras da empresa, a estratégia reflete nas práticas cotidianas dos mais de 300 funcionários locais.

 

Até o final de 2017, cerca de R$ 7 milhões serão destinados pela empresa a projetos sociais e atividades na área ambiental. Trata-se de um crescimento significativo em relação a 2016, quando esses recursos representaram 14% de todo o investimento realizado pela empresa, calculado em R$ 17,5 milhões.

 

"Temos muitas oportunidades de causar um impacto social e ambiental com relação àquilo que fazemos como empresa. Precisamos ser sustentáveis, responsáveis com o meio ambiente e ao mesmo tempo economicamente viáveis nas nossas atividades produtivas."diz Danilo Scarpari, gerente ambiental da GELITA

 

Entre as ações desenvolvidas está a adoção de uma bem-sucedida política de otimização de recursos hídricos, com a adoção de sistemas de tratamento de efluentes, projetos de minimização de consumo e de reaproveitamento de água. A iniciativa integra o Programa de Excelência Operacional da GELITA, que também contempla o uso racional de todos os insumos produtivos, como energia elétrica e vapor. Em 2015/2016 houve redução de 0,8% no consumo de eletricidade na unidade de Cotia e de 15,7% no consumo de água por tonelada de gelatina produzida na planta de Mococa. 

 

 A empresa aplica ainda um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) em todas as suas fábricas. Em 2015, somente no Moinho de Cotia, a GELITA destinou ao reaproveitamento cerca de 5 toneladas de sucata de ferro, 35 toneladas de plástico e 20 toneladas de papel.  

 

Isso não é tudo. Em diferentes ocasiões, a GELITA participou da soltura de peixes como dourado, pacu, corimba e pintado no rio Pirapó, no trecho do rio Pirapó que passa próximo à planta de Maringá (PR). Este rio é responsável pelo abastecimento de 85% da população maringaense.   A empresa já soltou mais de 40 mil alevinos (filhotes de peixe) no rio, contribuindo com o aumento da fauna aquática. A GELITA também investiu no plantio de mudas de árvores nativas nas margens de um córrego de Maringá, onde foram plantadas 1,5 mil mudas, muitas delas frutíferas, para alimentar a fauna.

 

Na cidade de Mococa, interior de São Paulo, a GELITA adotou o bosque Engenheiro João Trombini, localizado no bairro São Domingo, onde também foram plantadas mudas de árvores nativas. A escolha das novas árvores foi feita por especialistas, obedecendo a critérios como clima, ritmo de crescimento e nível de luz do local onde a muda foi plantada. O bosque também passou a contar com um funcionário da GELITA em tempo integral, que faz serviços de plantio e manutenção.

 

As ações de responsabilidade social da GELITA também abarcam a área de educação. A empresa apoia o projeto Mad Science, grupo internacional que se apresenta em várias partes do país, com a missão de mostrar que a ciência pode ser uma atividade divertida, capaz de atrair a atenção das crianças. A peça “Sustentabilidade – O Show”, por exemplo, estimula a criançada a aprender um pouco mais sobre como podemos viver de maneira mais sustentável e cuidar do nosso meio ambiente. Este ano, mais de 3.500 alunos de cerca de cinco escolas públicas das regiões de Mococa e Maringá assistiram à peça.

EDIÇÕES VR DO BRASIL
Rua Acuti, 328 - sala 4 – (CEP 04810-160) – Cidade Dutra – São Paulo / SP – Brasil (55-11) 5505-7088 / (55-11) 5103-0423