Publinota

Medicina Veterinária Integrativa melhora qualidade de vida dos animais

 

Especialidades como Acupuntura e Homeopatia ganham cada vez mais espaço no tratamento de animais

Não são apenas os humanos que têm direito a tratamentos diferenciados para cuidar do corpo e da saúde. Nas últimas décadas, a Medicina Veterinária evoluiu em suas práticas, integrando conhecimentos que buscam tratar os animais de uma forma mais ampla. A chamada Medicina Veterinária Integrativa reúne várias especialidades que tem apresentado um apelo cada vez maior com a população, em especial a Acupuntura e a Homeopatia.

Para o médico-veterinário Fábio Manhoso, presidente da Comissão de Homeopatia Veterinária do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), a busca por tratamentos holísticos - que analisam o animal como um todo - segue uma tendência da sociedade em geral. "As pessoas estão cada vez mais buscando equilíbrio mental, emocional, orgânico e metabólico e o cuidado com os bichos também segue esse olhar holístico para o animal como um todo e não apenas para a doença", afirma Manhoso.

Na Medicina Veterinária Integrativa a avaliação do estado de saúde de um animal leva em conta também aspectos sociais e emocionais. “A ideia é tratar o paciente de forma individualizada, considerando, inclusive, o contexto social do animal, controlando efeitos colaterais de medicações”, complementa a médica-veterinária Maira Rezende Formenton, integrante da Comissão de Fisioterapia Veterinária do CRMV-SP.

Entre as especialidades da Medicina Veterinária Integrativa se destacam a Acupuntura e a Homeopatia, reconhecidas pelo CFMV desde 1995. No entanto, outras linhas de tratamento têm conquistado destaque entre os donos de animais. "Também vamos encontrar a ozonioterapia, os florais de bach, a cromoterapia, a aromaterapia, kinesioterapia e até reiki em animais. Todos essas terapêuticas, visam, justamente, buscar o equilíbrio do paciente", relata o presidente da Comissão de Homeopatia.

Os benefícios da utilização dessas terapias são amplos e evidenciados cientificamente. “Observamos efeitos positivos, por exemplo, no controle das neoplasias e das doenças degenerativas em animais idosos, assim como em procedimentos cirúrgicos”, enfatiza Manhoso.

A médica-veterinária Maira Formenton destaca o alívio da dor e os cuidados paliativos como os principais benefícios da Medicina Veterinária Integrativa, auxiliando no manejo e na redução de analgésicos e de outros medicamentos. “Animais com traumas ou problemas comportamentais têm grandes avanços com as abordagens da Medicina Integrativa. Ela também aproxima o tutor do seu animal, e o ajuda a aceitar doenças graves ou incuráveis, com o incremento da relação homem-animal como um benefício secundário”, enfatiza.

Para encontrar médicos-veterinários habilitados a proceder com tratamentos da linha da Medicina Veterinária Integrativa a recomendação é buscar clínicas reconhecidas e profissionais devidamente especializados. “Os tutores devem procurar por profissionais com formação adequada, pós graduados e certificados nas técnicas, e fugir de profissionais aventureiros, que causarão tratamentos infrutíferos”, adverte Maira Formenton.

 

Sobre o CRMV-SP

Com mais de 37 mil profissionais registrados, o CRMV-SP é o órgão de fiscalização do exercício profissional dos médicos-veterinários e zootecnistas do Estado de São Paulo. Tem como missão promover a Medicina Veterinária e a Zootecnia, por meio da orientação, normatização e fiscalização do exercício profissional, em prol da saúde pública, animal e ambiental, zelando pela ética. Além disso, auxilia os poderes públicos, em nível nacional, estadual e municipal, nos assuntos relacionados às categorias profissionais que representa.

EDIÇÕES VR DO BRASIL
Rua Acuti, 328 - sala 4 – (CEP 04810-160) – Cidade Dutra – São Paulo / SP – Brasil (55-11) 5505-7088 / (55-11) 5103-0423