Notas de Interés

Empresa de Ribeirão Preto busca investimento para produção de vacina contra o Covid-19

 

No momento, a empresa possui recursos apenas para realizar os testes em camundongos, cuja previsão é que sejam feitos no mês de julho

A busca por uma vacina para combater o Covid-19 mobilizou diversas empresas no mundo todo a investir em estudos e testes para conseguir, no mais curto espaço de tempo, uma solução para frear a pandemia. Empresas como a Farmacore, situada em Ribeirão Preto e especializada no desenvolvimento de produtos biotecnológicos e imunobiológicos, já apresentou o projeto de vacina ao Ministério da Ciência, Tecnologia , Inovações e Comunicações (MCTIC) em parceria com a Faculdade de Medicina da USP/Ribeirão Preto e a PDS Biotechnology, buscando os recursos necessários para complementar as pesquisas, inclusive estudos clínicos em humanos.

No momento, a empresa possui recursos para realizar os testes em animais, cuja previsão é que sejam feitos no proximo mês de julho. "Para conseguirmos realizar todas as etapas antes da produção para testes em humanos, nossa estimativa é de um investimento de US$ 2 milhões", explica Célio Lopes, consultor científico da Farmacore.

A Farmacore está utilizando uma tecnologia em que um veículo  “ativador” do sistema imunológico que carrega o produto e faz o corpo se defender do vírus. Este veículo é patenteado e exclusivo, desenvolvido pela PDS Biotechnology, uma empresa parceira americana que está fazendo ensaios clínicos aprovados pelo Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora de saúde nos EUA.

Essa combinação também será única e patenteada, por ser uma inovação que pode gerar um produto muito eficaz na prevenção e tratamento do Covid-19. O veículo tem como grande diferencial não ter a toxicidade normalmente observada em todos os produtos que agem no sistema imunológico.

“Além de contar com expertise científica e tecnologia de ponta, temos muita experiência no desenvolvimento de vacinas, sendo que nossa principal e mundialmente reconhecida foi para a tuberculose,”, diz Helena Faccioli, CEO da Farmacore. Vale ressaltar que a iniciativa trará grandes benefícios ao país, uma vez que fará o Brasil entrar no rol das nações em que o setor privado se encontra em grande atividade para o desenvolvimento de vacinas contra o COVID-19. Além disso, uma produção dessa vacina em escala global pode trazer muitos benefícios para a Ciência e Tecnologia do Brasil.

Sobre a Farmacore

A Farmacore foi fundada em 2005 como uma empresa Start Up na área de Biotecnologia, com foco em P&D de produtos imunobiológicos inovadores para uso no setor da saúde humana e veterinária. É uma empresa de base tecnológica que realiza pesquisa e desenvolvimento de produtos e processos biotecnológicos para os setores humano e veterinário. Desenvolve produtos biotecnológicos e imunobiológicos inovadores e agrega valor a eles em todas as fases de desenvolvimento, desde a concepção de projetos até a produção de biomoléculas.

 

Site: www.farmacore.com.br

 

 

Sobre a PDS Biotechnology

 

A PDS Biotechnology é uma empresa de desenvolvimento de produtos nas áreas de oncologia e doenças infecciosas em estágio clínico. Possui uma plataforma tecnológica para delivery de imunobiológicos, denominada Versamune® . Esse sistema já foi aprovado pelo FDA e testado com sucesso, em parceria com a MERCK and Co., e com o National Cancer Insitute (NCI) dos EUA, em ensaios clínicos de fase I e II em humanos como vacina terapêutica contra o HPV16 (PDS0101, NCT02065973) e influenza.

Site: www.pdsbiotech.com

 
EDIÇÕES VR DO BRASIL
Rua Acuti, 328 - sala 4 – (CEP 04810-160) – Cidade Dutra – São Paulo / SP – Brasil (55-11) 5505-7088 / (55-11) 5103-0423